Susan Boyle para Presidente!

“Edward( Susan Boyle), Mãos de Tesoura” não é lindo?!( Jhonny Depp é bem melhor!)

Já que tem salada no nome do blog, peço aqui, permissão pra fazer uma miscelânea.
Perdão, se embarcarei numa viagem, mas, como diria o apresentador Goulart de Andrade:
“Vem comigo”!
Fazendo uma leitura dinâmica de alguns blogs hoje pela manhã, deparei-me com o Black Cat, da gaúcha Luzinha, “um ser que se prepara para chegar aos 40 anos”. Apesar de gremista roxa( pra não dizer, mais apropriadamente: azul!), tal “defeito”* logo é esquecido, diante de uma qualidade que derrete meu coração: é apaixonada por gatos, assim como eu!*( Tô brincando,Luzinha, porque eu nem sou ligada em futebol, tá?).
Não resisti em “roubar” algumas imagens fofas, lá do blog dela:
A bonequinha Audrey, ficou mais linda ainda com essa máscara de gatinho!
( Mais adequado seria, se fosse da Hello Kitty!)
Ai! Nhumii, Nhumii!
Mas, voltando a “falar sério”(Bá! Fala séerio!): todo mundo já deve ter ouvido e visto a cantora ( amadora, por enquanto) escocesa Susan Boyle, no reality show Britain’s Got Talent. Até, quem é um completo desligado da TV, como eu ( sou desligada e minha tv, também)! A apresentação do patinho feio, que virou cisne quando abriu a boca e cantou “I Dreamed a Dream“, deixou a plateia e jurados boquiabertos( sem trocadilhos)!
Bem, a notícia nem mais novidade é e eu posso parecer redundante mas, lendo o post que a Luzinha fez sobre o assunto e os seus desdobramentos, também num ótimo texto no Nécessaire, fiquei matutando aqui, sobre a capacidade do homem de pré julgar o outro pelas aparências! O que espanta, não é o visual da Susan, mas o fato de que alguém tão feio( convenhamos: não dá pra usar de eufemismo, aqui!) possa nos encantar tanto, justamente por causa de nossas expectativas viciadas! Mesma prevenção, temos em relação às mulheres muito bonitas( principalmente as loiras): “pode haver alguma vida inteligente numa bonita cabeça( e corpo, também)?!” Ainda bem, temos muitos exemplos a nos salvar! Que o diga, a própria bonequinha que ilustra este post, e que já foi motivo de um outro.Bem, há pessoas que nasceram agraciadas com o dom da beleza exterior, mas trataram de desenvolver, ao longo da vida, a beleza interior; um típico caso de beleza “double face”, como meu filho do meio se definiu, há poucos dias. Mas outras…coitadas! Como diria o mineiro:”é di dá dó!”
O problema são os estereótipos: “Fulano nasceu pra isso”, ou “fulano não serve pra aquilo”.
Por isso, abri o post com o incompreendido Jhonny Depp, em”Edward Mãos de Tesoura”, filme que, em tom de fábula infantil, trata justamente desse sentimento de inadequação aos padrões vigentes de beleza, comportamento, status…
Voltando ao Nécessaire, achei interessante a comparação da rechonchuda Susan, com a mulher do fazendeiro do filme “Babe, o Porquinho”. A comparação física procede, porém, se formos comparar as histórias, acho que Susan se parece mais com Babe. Não me entendam mal, porque agora estou falando de alguém que apareceu para abalar esses estereótipos. Assim como o porquinho, Susan também entrou no palco daquele programa, totalmente sem crédito, e… a-r-r-a-s-o-u!
“Há algo errado em parecer Susan Boyle?!”( Declaração da mesma) Susan, no You Tube
Não teve a oportunidade de assistir o filme? Não perca a chance de comparar! Assim como a rechonchudinha acima, serão “tantas emoções!”…
“A fazenda do Sr. Hoggett (James Cromwell) é um lugar quase perfeito, onde cada coisa ocupa o lugar certo. Até que nasce Babe, um leitãozinho que pensa que é um cachorro. E convence até o dono da fazenda, que o inscreve no Campeonato Nacional de Cães Pastores, com consequências imprevisíveis.”( Adoro Cinema)
( Sabia que a Susan já reapareceu “repaginada”? Linka, lá no Nécessaire)
Ufa! Nasceu este post! Êta, criança pra dar trabalho!
Por um mundo mais edward-susan-babe de ser!

You may also like

6 Comentários

  1. Laély,:)
    Obrigada pela visita, hein!

    Ah! Devo dizer: venho aqui agradecer e me deparo com texto tão bem escrito com ideias tão bem costuradas… gostei demais da conta!
    E sim, sou mais uma das que se emocionaram escutando Susan cantar, e ficou estupefata com tanto talento. :)
    Beijos

  2. mas guria, deixa eu te contar que eu tinha um post prontinho prá dizer de todas as lágrimas que a bocó de mola aqui derramou por cima do teclado por causa desta tua “homenagem”, digamos assim, e a Nah – que estava fazendo uns downloads foi lá e fechou, a danada! af! daí eu nem lembrava mais o que tinha escrito! grrrrrr!

    mas eu já li, no mesmo dia aquele em que tu me deixaste o coment, e li agora de novo e te digo, ainda, que eu amo o Johnnyzinho de paixão! ele é freak, pancada total, mas é um ator genial! prá mim havia 3 injustiçados em Hollywood, a saber: Tom Cruise, Leo Di Caprio e, lógico, Johnny Deep, mas este ano a lista aumentou para 4! fui Obrigada a incluir o Brad Pitt! que tristeza aquele “malvado” do Sean Penn ter ganho outra vez! AF! todos incompreendidos, mas, acima de tudo, eu acho, Injustiçados! Ô Academia!

    agora, eu me sinto meio Susan Boyle, as vezes. acho que até as lindonas e lindões de todo mundo deve se sentir assim as vezes, né? ainda bem que algum Gênio da Lâmpada descobriu os “n” tipos de inteligência, assim há esperanças prá gente como eu e a Susan Boyle… há há!

    ótimo domingo prá ti, guria e pros peludos todos! Ah! eu amei o quadro dos gatos, e, sim, “vocês” ficam melhores emoldurados. Lindos! bjus mil!

  3. Ai, Luzinha!
    Agora, é a minha vez de derramar lágrimas copiosas pelo teclado abaixo e…”o riiio de Piracicaaba, vai joooogar água pra fora”…
    Obrigada pelo comentário. Sempre agrega!
    Num fala mal do Sean Penn, não, porque eu o amo de paixão! Ele também, um incompreendido. Fiz um post:
    http://saladala.blogspot.com/2009/03/o-bad-boy-cresceu.html
    Já viu “Into The wild”, que ele dirigiu?Comovente demais!
    Não pude ver o Pitt no cinema, embora tenha desejado muito. Agora, é esperar pelo DVD.
    Menina, temos a mesma idade: também sou “um ser que se prepara para chegar aos 40 anos”…
    Abraço!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *